22 abril 2012

A vida


A vida não tem um traço regular.
O coração adora desenhar círculos... curvas no geral.
Adora, aquela sensação que lhe criam na alma, aquele inquietante formigueiro.
Porquê, querer tirar da vida esta tontura?
Porquê, querer seguir em linha recta, com um final previsível, se é nos socalcos e contra-tempos que está a piada?!

Sem comentários:

Enviar um comentário