30 março 2012

Confusão


Fazes o meu mundo girar.
Cair no abismo,
Renascer das cinzas, 
Brotar no deserto.
Levito com o teu olhar, 
Fico estática, 
Congelada no momento,
Enquanto canto, danço, grito por dentro.
Que engenho de jeito,
Encantador, imperfeito.

Adoro a metamorfose da tua expressão 
Que de distracção 
Se torna esplendor...

E colas esse sorriso na minha boca, 
Na minha vida,
Não consigo escapar,
Não o consigo controlar.

Na verdade, 
Perdi-me na confusão.
Não sei definir este sentimento.

Tola inocência...
Inteligente dependência.

Mc.

Sem comentários:

Enviar um comentário