17 setembro 2012

Tudo o que guardo

E quando a história acabar?!
E quando o tempo passar?!
Vão ficar os enredos, ou os sorrisos?
Vai ficar o drama ou a melodia?

Para mim ficam os momentos, Todos,
todos em que me apaixonei por ti.
Aquele em que me habituei a dar-te a mão no meio da rua como algo casual.
Aquele em que prendíamos o olhar no meio de multidões.
Aqueles descarados,
Aqueles tímidos
e aqueles irritantes.

E para todos aqueles, dos quais não guardo momentos
é porque sei no meu íntimo que foram fabricados.
e eu só quero aquilo que é meu, aquilo que me deram.
Não quero peças de teatro,
Não quero gestos ensaiados.

18/09/12
Mc.


Sem comentários:

Enviar um comentário